23 fevereiro, 2014

Sobre autores: J. R. R. TOLKIEN – Vamos viajar pela Terra Média?

Oi amigos! Hoje quero falar com vocês sobre um autor que eu AMO demais. Particularmente acho que ele tem uma criatividade fora do comum. Inteligente e amável. Quero falar com vocês sobre J. R. R. Tolkien, o senhor da fantasia. Venham comigo embarcar em uma viagem pela Terra Média. [Lembrando, eu não vou me estender porque não caberia no post]

UM BREVE RESUMO DE SUA VIDA


John Ronald Reuel Tolkien nasceu em 03/01/1982, em Bloemfontein, Estado Livre de Orange (África). Era escritor, professor por duas vezes na Universidade de Oxford e filósofo britânico.
Em 1896, após perder seu pai, sua família voltou à Inglaterra, precisamente para a região de West Midlands (região rural), onde frequentou a escola do Rei Edward.   
Em 1900, sua mãe foi recebida na Igreja Católica Romana. A partir de então, tanto Ronald e Hilary foram criados na fé de Pio Nono, e permaneceram católicos devotos ao longo de suas vidas.
A família Tolkien vivia na pobreza. Quando, em 1904, Mabel Tolkien (matriarca da família) foi diagnosticada com diabetes (fatal na época) e deixando J. R. R. Tolkien e seu irmão 
(Hilary) órfãos. aquele mesmo ano a situação se agravou. O Pe. Francis, assumiu os meninos não deixando faltar nada de material e espiritual.
J. R. R. Tolkien, se casou com Edith (Na noite do seu vigésimo primeiro aniversário, Tolkien escreveu a Edith, e a convenceu a casar-se com ele, apesar de ela já estar comprometida, e também a converteu ao catolicismo), participou da 1ª Grande Guerra Mundial, onde começou a criar os primeiros rabiscos de seu “segundo mundo”. Durante a 1ª GM, nasceu o seu primogênito, John Francis Reuel Tolkien, que se tornou padre (19172003). Ainda, Tolkien e Edith tiveram mais três filhos:  Michael Hilary Reuel Tolkien (1920-1984), Christopher John Reuel Tolkien, escritor e também subscritor das obras de seu pai (1924-) e Priscilla Anne Reuel Tolkien (1929-). Pai dedicado, Tolkien escreveu vários Livros para entreter seus filhos.

Tornou-se filólogo e professor universitário, tendo sido professor de anglo-saxão (e 
considerado um dos maiores especialistas do assunto) na 
considerado um dos maiores especialistas do assunto) na Universidade de Oxfordde 1925 a 1945, e de inglês e literatura inglesa na mesma universidade de 1945 a1959. Mesmo precedido de outros escritores de fantasia, tais como William Morris,Robert E. Howard e E. R. Eddison, devido à grande popularidade do seu trabalho, Tolkien ficou conhecido como o "pai da moderna literatura fantástica".7 A suas obras foram traduzidas para mais de 34 idiomas, vendeu mais de 200 milhões de cópias e influenciou toda uma geração. Católico convicto, Tolkien foi amigo íntimo de C.S. Lewis, autor de “As Crônicas de Nárnia”, ambos membros do grupo de literatura The Inklings.9 Juntos planejaram, na década de 1940, escrever um livro sobre a língua, que seria publicado na década seguinte. O livro, que se chamaria "Linguagem e Natureza Humana", no entanto, nunca chegou a ser publicado.(Wikipédia)

O NASCIMENTO DE SEU MUNDO SECUNDÁRIO


Uma das paixões de Tolkien eram os idiomas. Desde pequeno, já tinha conhecimento em línguas clássicas como grego e o Latim, depois aprendeu espanhol e italiano. Não gostava muito do francês. Sua maior paixão era língua finlandesa, usando a sua gramática, juntamente com o galês, para criar a base das línguas que apareciam em seus livros e baseado nessas línguas.
Assim, Tolkien começou a desenvolver seu mundo, o mundo secundário. Para ele primeiro vinha à palavra e depois a história A composição dessas línguas eram, para Tolkien, um trabalho filológico. Tolkien criou um mundo onde suas línguas pudessem ser faladas, e lendas para rodeá-las.

 "[Criei] um Mundo Secundário no qual sua mente pode entrar. Dentro dele, tudo o que ele relatar é "verdade": está de acordo com as leis daquele mundo. Portanto, acreditamos enquanto estamos, por assim dizer, do lado de dentro." (Tolkien)

Em 1918, Tolkien deu inicio a seu primeiro Livro, O Livro dos Contos Perdidos, que mais tarde se tornaria O Silmarillion, sua obra predileta, mas postumamente publicada, sendo considerada sua mais obra (mas não é a mais famosa).
Em 1925, publicou seu primeiro livro, ao lado de E. V. Gordon: Sir Gawain & the Green
Knight, baseado em lendas do folclore inglês.
Em 1928, surgiu à ideia de um de seus grandes sucessos, O HOBBIT. [adoro o modo como isso aconteceu!] Tolkien ao examinar a prova de um dos alunos se deparou com uma página em branco e assim escreveu a primeira frase de seu livro “Em um buraco no chão vivia um hobbit”
" Um dos alunos deixou uma das páginas em branco – possivelmente a melhor coisa que poderia ocorrer a um examinador – e eu escrevi nela: Em um buraco no chão vivia um hobbit, não sabia e não sei por quê." (Tolkien)

E dois anos depoisTolkien começou a escrever “O Hobbit”, porém parou no meio da obra, continuando depois e publicando em 1937.
Depois de publicado Tolkien começou a dar forma a outra obra que seria a continuação do “O Hobbit”, essa nova obra chamada “O Senhor dos Anéis”, que apesar do autor escrever em volume único, e para desgosto do mesmo, foi dividido pela editora em três partes. Sendo em 1954 publicados: “A Sociedade Do Anel” e “As Duas Torres”; e em 1955 “O Retorno Do Rei”. O livro “Senhor dos Anéis” [todos eles, como se fossem volume único] teve grande sucesso, mas, foi nos anos 60 que seus livros se tornaram “clássicos”, isto porque sua obra se tornou obsessão [eu sou claramente obsecada!] pelos universitários dos Estados Unidos, com a chegada de uma edição pirata norte-americana nesse país.
Tolkien ganhou notoriedade mundial, o que provocou muitos transtornos por mais que prazer que o autor tivesse, pois visitantes excêntricos afluíam ao seu encontro. Fãs norte-americanos, que lhe telefonavam durante a madrugada (esqueciam do fuso horário). Fatos tiveram grande peso em sua decisão de se mudar para Bournemouth.

 BEM VINDOS A TERRA MÉDIA!




               Terra média foi o nome dado para o mundo fictício de Tolkien, muitos de seus contos ocorreram nele. Esse nome vem do termo anglo-saxão, MIDDANGEARD, que se refere a este mundo, o mundo dos humanos. Algumas vezes chamada como Endor, Endore e Ennor (nas línguas élficas).
Por mais que ao ler seus livros a Terra Média possa ser imaginada como outro mundo, na verdade este período fictício se passa na nossa própria Terra, correspondendo à atual Europa, e pouco é conhecido sobre o leste e sul da Terra Média.
“A história da Terra Média está dividida em várias Eras: O Hobbit e O Senhor dos Anéis lidam exclusivamente com eventos relacionados com o fim da Terceira Era, enquanto que O Silmarillion trata principalmente da Primeira Era. O seu mundo era originalmente plano mas foi tornado redondo perto do fim da Segunda Era por Eru Ilúvatar, o Criador. Muito do nosso conhecimento da Terra Média é baseado em escritos que Tolkien não acabou para publicação durante a sua vida. Nestes casos, este artigo é baseado na versão do imaginário que é considerado canônico pela maioria de fãs de Tolkien, tal como discutido no canôn da Terra Média.” (Wikipédia)
Pode-se dizer que Endor é o ‘equivalente’ a eurásia ( é a massa que forma em conjunto a Europa e a Ásia. Pode ser considerada como um continente, ou mesmo um supercontinente composto pelos continentes europeu e asiático, separados pela cordilheira dos Montes Urais. Alguns países como a Rússia e Turquia estão nos dois continentes).

A Terra Média é o lar de vários povos: hobbits, elfos, entes, homes magos, anões, orcs, trolls...cada um com sua língua (Adûnaiko - falada pelos Númenorianos. Língua Negra - concebida por Sauron para seus escravos. Khuzdûl - falada pelos Anões. Rohirric - falado pelos Rohirrim - representado n'O Senhor dos Anéis pelo Inglês Antigo. Westron - o 'Idioma Comum' - representado pela Língua Inglesa. Valarin - a linguagem dos Ainur. Entês - falada pelos Ents. Orkish - a língua proíbida de Mordor)

 [o Wikipédia conta a história de todos os povos, pois se prolongar o post ficara mais extenso e cansativo – ver link a baixo]

OBRAS
1937 O Hobbit; 1954 A Sociedade do Anel, parte 1 de O Senhor dos Anéis; 1954 As Duas Torres, parte 2 de O Senhor dos Anéis; 1955 O Retorno do Rei parte 3 de O Senhor dos Anéis; 1962 As Aventuras de Tom Bombadil e Outros Versos do Livro Vermelho. 1967 The Road Goes Ever On
    Tolkien faleceu em 1973. Todos os seus trabalhos posteriores foram editados por Christopher Tolkien. Apenas O Silmarillion é retratado como um trabalho finalizado — os outros são colecções de notas e versões de rascunhos.

1977 O Silmarillion; 1980 Contos Inacabados de Númenor e da Terra Média; 2007 Os filhos de Húrin; 2013 A Queda de Artur.
A série The History of Middle Earth:

  • 1983 The Book of Lost Tales 1
  • 1984 The Book of Lost Tales 2
  • 1985 The Lays of Beleriand
  • 1986 The Shaping of Terra Média
  • 1987 The Lost Road and Other Writings
  • 1988 The Return of the Shadow (The History of the Lord of the Rings v.1)
  • 1989 The Treason of Isengard (The History of the Lord of the Rings v.2)
  • 1990 The War of the Ring (The History of the Lord of the Rings v.3)
  • 1992 Sauron Defeated (The History of the Lord of the Rings v.4)
  • 1993 Morgoth's Ring (The Later Silmarillion, part one)
  • 1994 The War of the Jewels (The Later Silmarillion, part two)
  • 1996 The Peoples of Middle Earth


Amiguinhos, este foi um breve relato sobre TOLKIEN. Bom domingo, beijinhos. Line D. ♥

2 comentários:

  1. Oláaa :)
    GOSTEI TANTO DESTE BLOG! É tão giro e diz tanto sobre coisas que eu gosto: livros!!
    Segui, sem dúvida!
    Segues de volta? :$ sou nova neste "Mundo" :S
    beijinhos e continua, que eu vou estar sempre de olho!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela estima. Qual é seu blog? Bjis

    ResponderExcluir