21 junho, 2015

Resenha: Primeiro e Único - Emily Giffin

  Olá Excelentíssimos leitores, tudo bom por aí!?

  Por aqui tudo! Eu sofri um pequeno acidente e me encontro com o pé imobilizado, mas sendo eu é normal né... sou propensa a cair rs.

  O livro lido foi Primeiro e Único, um chick-lit que tinha tudo pra dar certo, mas não funcionou para mim, infelizmente.

  A leitura foi bem fluida, mas me peguei querendo pular diversas partes do livro :( e  revirando os olhos em alguns momentos...

Livro: Primeiro e único
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635972
Ano: 2015
Páginas: 448
Sinopse: Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos.Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos.A aclamada autora de Questões do Coração e Presentes da Vida criou uma história extraordinária sobre amor e lealdade e sobre uma heroína não convencional que luta para conciliá-los.


PERSONAGENS E NARRATIVA:

  O livro é narrado em primeira pessoa pela Shea. A mãe da melhor amiga dela, Lucy, acaba de morrer.
Shea é apaixonada por futebol americano e tem uma admiração muito grande, chegando a ser fanática pelo pai de Lucy, treinador do time de futebol americano da principal universidade da cidade - Walker/Broncos.

  Lucy, melhor amiga da Shea está aprendendo a lidar com a ausência da mãe, ela tem uma filha pequena chamada Caroline e um marido muito gente boa.

  Temos o irmão "inútil" da Lucy, Lawton - inútil por vários motivos, por mim ele nem precisaria existir...

  O namorado desligado da Shea, Miller.

  Os pai de Shea. A mãe uma oportunista e o pai trabalha em Wall Streeet. Eles são divorciados, é um assunto muito louco, por sinal rs.

  Treinador Clive Carr, pai da Lucy e por fim Ryan James, jogador de futebol americano super badalado.


PROJETO GRÁFICO:

É um projeto gráfico simples mas bem executado. As aberturas de capítulo são simples, mas não achei que tem muito a ver com o livro em si, diferente da capa, que mostra a essência do livro.
Corpo de letra e entre linhas bons.

SOBRE A HISTÓRIA E CONSIDERAÇÕES FINAIS:

  O livro tinha tudo pra ser bacana, eu no início estava até gostando da narrativa. No geral a autora tem uma narrativa limpa, direta, leve e em alguns momentos até divertida.

  Shea tem seus 30 e poucos anos e descobre que não fez nada da vida, com um empurrãozinho do treinador ela começa a se mexer. A mãe da melhor amiga de infância dela acabou de morrer, elas foram criadas juntas, mas eu não vejo a Shea tão "suportiva" - essa palavra existe!? ahahah

  Não vejo ela tão amiga quanto deveria ser, ela está muito preocupada com seus problemas. Eu acho que ela até tenta, mas não temos uma aproximação tão grande da Lucy quanto deveria - Em contrapartida ela começa a se aproximar mais do pai da amiga, alvo de sua veneração desde a infância.

  As partes que descreviam coisas de futebol americano.. SOCORRO! eu não entendo nada! o livro ainda explicava algumas expressões, obrigada  - mas se eu não sei do que se trata a explicação aí fica difícil também.... rs

  Esse livro podia ter sido bem melhor, ela tenta explorar assuntos como violência doméstica sem muito sucesso, por exemplo - se eu te contar os outros serão Spoiler rs . Achei bem raso e o final não me agradou nem um pouco, pode ser besteira minha e amanhã eu pense diferente, mas a Mayra de hoje não concorda com esse final. Pelo menos não do jeito que ele foi apresentado e desenvolvido ao longo da leitura. Chegando ao fim do livro eu me vi tentada a pular as páginas e avançar na leitura... 
No fim das contas foi uma boa leitura pois me colocou pra questionar certos valores.

Beijos e até a próxima!




~ Não esqueça de seguir nossas redes sociais ~

18 comentários:

  1. Oi May,
    pela sinopse parecia ser uma historia e tanto, mas depois de ler sua resenha broxei totalmente. Nossa tem tantos assuntos que daria uma ótima narrativa e a autora não se aprofundou, isso complica um pouco na hora de tentar interpretar o livro, não é?
    Desta vez vou passar. Adorei a resenha e sua sinceridade.

    Beijos Ana Zuky
    SA Revista

    ResponderExcluir
  2. Oi May, espero que seu pé esteja bem rsrrs. Bom me senti confusa com sua resenha e com o nome dos personagens, mas vou dar uma chance a esse livro mesmo assim. Já li livros da Giffin e confesso que tbm sentia muita vontade de pular várias partes, mas no todo a narrativa dela é legal. Foi bom ler sua resenha pq assim não vou com muita sede ao pote ao ler o livro rs

    ResponderExcluir
  3. Oooi May!

    Ninguém merece ficar com pé zuado né? geeente odeio isso. E o pior: estou seeempre tropeçando.

    É a 3ª resenha negativa que vejo para a autora e suas obras. Todas falando que ela é muito superficial.
    Por isso não tenho nenhum pingo de vontade de ler as obras dela :(

    Gostei da sua sinceridade na resenha e com toda certeza não leria esse livro :(


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa, também sou propensa a cair, mas até hoje não tive que ficar com o pé imobilizado não.... melhoras pra você!

    Que pena que pra você a leitura não funcionou, é muito chato isso de se ver querendo pular partes do livro, já passei por isso. Essas partes de futebol americano, por exemplo, serão um belo desafio pra mim, mas agora que você avisou que elas existem já vou me preparar psicologicamente... rs... de qualquer forma, será uma das minhas próximas leituras, espero gostar pelo menos um pouco, acho que essa questão de questionar valores já faz valer a pena.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. May lindona uma pena que os temas não foram bem explorados pela autora, e o fato do futebol estra em demasia no livro, não me chamou atenção. E cuide de seu pé hein mocinha. Pena que a leitura não atendeu as expectativas . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Acho meio sacal quando o livro trata de um tema que não é comum a mim e nem me interessa, ficaria completamente perdida nessas partes de beisebol. Você destacou pontos negativos que são extremamente relevantes pra eu gostar, então fiz bem ao descartar a leitura.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Olá May, só li um livro da autora e também não foi uma boa leitura, pelo que eu percebi neste a autora consegue manter sua narrativa fluida, mas peca na construção da historia e dos personagens =/ Enfim eu já não estou muito empolgada para ler nada dela e esse com certeza eu não pretendo ler...

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Esse não é um livro para mim. Mesmo que a narrativa possa ser boa, o fato de ter aquele sentimento de "nossa, podia pular essa páginas" ou "esse capítulo não acabaaa!!" me deixam com um pé atrás pois gosto de narrativas bem dinâmicas. O fato de ter personagens desnecessários, como o irmão da Lucy é outro fator que não me motiva a ler, pois gosto quando o autor trabalha todos os personagens ao máximo, afinal, se criou, por que vai fazer coisa meia boca? Vou deixar passar essa dica.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Assim que eu vi a capa achei que o livro era erótico, aí li o nome da autora e caí na realidade. Mas confesso que não gosto desse tipo de obra, sem falar que a NC fez uma capa que se parece muito com o padrão que eles utilizavam para os livros da Bella Andre.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi May, tudo bem? E esse pé ainda não melhorou... espero que sare rápido. Enfim, já tinha visto esse livro em alguns posts de lançamentos, mas nunca tinha lido a resenha e nem sabia do que se tratava. Acho que o enredo tinha tudo para ser interessante, mas parece que não funcionou né... e nossa, sei como é, essas cenas de partidas de jogos e tudo o mais, para mim são sempre bem entediantes, principalmente quando é sobre um jogo que não entendo.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  11. oi ^^
    pow eu até entendo um pouco de futebol americano, mas deve ser um suplicio pra pessoa que não gosta ou não entende ler partes com várias expressões e tudo mais, é meio wtf da parte da autora isso!
    a história não me agrada muito e até hoje nunca li nada da autora apesar de ter os livros em casa. to pensando seriamente em começar a ler algum.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  12. Oi May, sua linda, tudo bem
    Espero que esteja melhor e se recuperando. Que pena que o livro não funcionou para você. Acho que essa é a segunda resenha que leio sobre esse livro. Não gostei da parte da aproximação dela com a pai da amiga, não sei como esse sentimento será desenvolvido na história. Pode acontecer na vida real, tudo é possível, mas não me sinto bem em relação a isso. E acho que não irei gostar dela depois de que falou que no fim ela não era tão amiga assim.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie, May!
    Já li algumas resenhas do livro, inclusive de quem tinha autora como favorita, mas que meso assim se decepcionou bastante. Ninguém parece ter gostado totalmente da obra, o que é uma pena, pois a premissa é tão bonita. Aparentemente a autora não conseguiu ficar à altura do que propôs. Espero que sua próxima leitura seja maravilhosa para você.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, May!
    Eu já tinha e deparado com esse livro antes e já não tinha gostado muito da sinopse dele, com a sua resenha eu tirei ele completamente da lista de leitura. Os pontos que você colocou na sua resenha só me fizeram ter mais certeza de que esse livro não é para mim. Boa resenha! :)

    Luz e literatura!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá May, tudo bem??
    A livro tem até uma premissa legal, mas não me atraiu... pelo que percebi no decorrer de sua resenha a história não convence muito e senti uma ar de frustração. Na verdade já é uma temática que não leio... então, neste caso não arriscaria sair de minha zona de conforto... xero!!!

    ResponderExcluir
  16. Oi May,

    acho que você foi até legal com o livro. Minha colunista leu e detestou o livro. Mais duas pessoas que eu conheço também leram e não gostaram. Não leria o livro. Tenho vontade de conhecer a escrita da Emily, mas não começaria por esse.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi May,

    Espero que o seu pezinho já esteja melhor.

    Esta é a segunda resenha que leio do livro e não muito positiva; o que é uma pena, pois você colocou que a autora tinha tudo para acertar, já que trouxe temas tão importantes e poderia ter abordado de forma mais profunda e não superficialmente.
    Eu pretendo ler este livro e espero que alguma coisa nele me prenda.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, May!
    Ai, eu já estava receosa com essa leitura porque não me dei muito bem com Giffin, agora com sua resenha estou mais ainda hahaha
    Não curto futebol americano, por favor que eu consiga suportar essas partes do livro hahaha
    Ótima resenha, agora já posso me preparar para o que me espera :P

    Beijos
    Rayssa
    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir