07 julho, 2015

Resenha: Claros sinais de loucura - Karen Harrington

Livro: Claros sinais de loucura
Autor: Karen Harrington
Editora: Intríseca
ISBN: 978-85-8057-507-1
Ano: 2014
Páginas: 256
Sinopse: Você nunca conheceu ninguém como Sarah Nelson. Enquanto a maioria dos amigos adora Harry Potter, ela passa o tempo escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. Coleciona palavras-problema em um diário, tem uma planta como melhor amiga e vive tentando achar em si mesma sinais de que está ficando louca.
  Não é à toa: a mãe tentou afogá-la e ao seu irmão quando eles tinham apenas dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai, professor, tornou-se alcoólatra. Fugindo da notoriedade do crime, ele e Sarah já se mudaram de diversas cidades, e a menina jamais se sentiu em casa em nenhuma delas.
  Com a chegada do verão em que completa doze anos, Sarah está cada vez mais apreensiva. Sente falta de um pai mais presente e das experiências que não viveu com a mãe, já se acha grande demais para passar as férias na casa dos avós, está preocupada com a árvore genealógica que fará na escola e ansiosa porque seu primeiro beijo de língua ainda não aconteceu. Mas a vida não pode ser só de preocupações, e entre uma descoberta e outra, pouco a pouco, Sarah vai perceber que seu verão tem tudo para ser muito mais. Bem como seu futuro.


  Claros sinais de loucura conta a história de Sarah Nelson, uma garota prestes a completar doze anos e que mora com seu pai. Aos dois anos de idade, a mãe de Sarah, Jane Nelson, tentou afogar Sarah e Simon, irmão gêmeo de Sarah, que infelizmente não sobreviveu. Por conta desse episódio, Jane foi levada a julgamento e acabou sendo internada numa clínica psiquiátrica. Já o pai de Sarah, Tom Nelson, acaba se refugiando na bebida, tentando assim evitar os olhares de pena das pessoas. E toda vez que essa história vem a tona, Sarah é obrigada a mudar de cidade juntamente com seu pai.

Também sou um livro não lido. Estou esperando para saber o que acontecerá comigo.
   E é num ambiente nada agradável que Sarah mora e cresce. Onde seus melhores amigos são uma planta e dois diário, um verdadeiro onde ela anota tudo, desde palavras-problemas até cartas para um personagem de seu livro favorito e um falso, para o caso de alguém ler, achar que ela é uma garota normal. E é nesse ambiente também que Sarah vive tentando achar, em si mesma, sinais de que está ficando louca.


  O livro é narrado em primeira pessoa, na visão da Sarah. Sarah é uma garota muito perspicaz e inteligente, além de ser muito observadora, o que faz que a narrativa seja bem clara, e cheia de detalhes. Sarah me cativou desde a primeira frase do livro, e isso acaba me afetando de tal modo, que não consigo colocar em palavras o quanto eu amei esse livro. E por isso, já peço desculpas porque a resenha vai ser curta.


  O meu primeiro contato com o livro foi através da Turnê da Intrínseca de 2014, lá o livro foi apresentado e foi amor à primeira vista! Eu sabia que quando eu o lesse, ele iria se tornar um dos meus favoritos, o que não deu em outra. O livro é simplesmente perfeito! Os personagens são perfeitos! Tudo é perfeito!


  A escrita da Karen é muito envolvente, e super clara. A leitura é muito rápida! No meio do livro eu me via reduzindo meu ritmo de leitura porque não queria ver o livro acabar. Os personagens são muito bem construídos, a capa é linda, a diagramação é maravilhosa também e eu não consigo mais falar o quanto ele é bom!

  Acho que eu só posso dizer LEIAM ESSE LIVRO! Vocês não vão se arrepender de entrar nessa história perfeita!

Beijos e até mais!






~ Não esqueça de seguir nossas redes sociais ~

7 comentários:

  1. Oi Dee, ganhei esse livro de aniversário e ainda não tive tempo de ler, mas é uma das leituras que quero muito apreciar. A capa simples me chamou atenção, vou confessar que li sua resenha meio por cima com medo de pegar algum sinal da história, prefiro ler sem nenhum conhecimento sobre a obra, para não criar muitas expectativas :)

    ResponderExcluir
  2. Ola!!

    Eu conheço o livro de alguns blogs mas é a primeira resenha que leio sobre ele. Nossa que barra que essa menina sofreu hein?
    Eu gostei de saber que é em primeira pessoa porque dá uma visão melhor dos sentimentos da personagem.

    AMEI a forma como você se entregou a leitura e cara sua letra é muuuito fofa (ali na foto <3)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  3. Que bom que achou tudo tão perfeito no livro, é muito bom quando mesmo com expectativas altas amamos uma leitura. Já fiz isso também de diminuir o ritmo de leitura pro livro não acabar... rs... pena que ele acaba de qualquer maneira, pelo menos podemos reler quantas vezes quisermos!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi Dee, eu quero ler esse livro desde o lançamento, mas ainda não tive a oportunidade. Também acho que irei amar a história pois adoro o tema abordado. Fico feliz em saber que achou a história tão perfeita, espero gostar tanto quanto você.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Dee! Eu já tinha ouvido falar sobre esse livro, fico feliz que você tenha gostando taaanto! Eu não estou muito no clima para esse tipo de livro, onde o personagem sofre por tantas tragédias, mas você não é a primeira pessoa falar bem da obra, quem sabe uma hora eu não dê a chance que ela merece, não é?

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu simplesmente acho a capa desse livro tão fofa *-*. Eu acho que leria esse livro fácil, fácil porque adoro livros que tem tragedia ♥ asuhausha

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Eu já tinha ouvido falar desse livro e notei que você curtiu bastante. A premissa parece muito interessante. Se eu encontrar ele por aqui quem sabe não dou uma olhada nessa obra. Parabéns pela resenha. Beijos

    Academia Literária-DF

    ResponderExcluir