02 outubro, 2016

Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs

Livro: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares #1)
Autor: Ransom Riggs
Editora: LeYa
ISBN: 978-85-441-0284-8
Ano: 2015
Páginas: 336
Sinopse: Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares: elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo... E, de algum modo, por mais impossível que possa parecer, ainda podem estar vivas.



  Em O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, que é o primeiro livro de uma trilogia, conhecemos o Jacob Portman, um garoto de 16 anos que cresceu ouvindo histórias da infância e de quando seu avô, Abraham, vivia em um orfanato no País de Gales, na  Segunda Guerra Mundial.

 Essas histórias que vovô Portman contava a Jacob não eram comuns. Com ajuda de fotos bem estranhas, ele relatava ao neto que nesse orfanato viviam crianças peculiares. Crianças que tinham poderes especiais e que não envelheciam.

  Eu costumava sonhar em fugir da minha vida comum, mas minha vida nunca havia sido comum. Simplesmente não conseguira notar como ela era extraordinária.

  Mas a medida em que Jacob ia crescendo, ele começou a duvidar das histórias do avô. Até que um dia, vovô Portman liga para Jacob, aparentemente no meio de um surto, dizendo que tem alguém atrás dele querendo pegá-lo. Jacob vai até a casa do avô e a encontra toda revirada. Sem nenhuma pista de onde o avô pode estar, ele acaba indo em direção ao bosque que tem atrás da casa e acaba encontrando o avô gravemente ferido e nos seus últimos minutos de vida. Ali, nos braços do neto, Abraham diz a Jacob suas últimas palavras.

  E é essas últimas palavras que fazem Jacob ir para a ilha do País de Gales atrás de explicações. E é no meio das ruínas do orfanato que o avô viveu que Jacob vai entender que talvez aquelas histórias que o avô contava não eram apenas histórias. Que as crianças peculiares realmente tenham poderes e que talvez ainda estejam vivas e precisem dele.


  Logo que peguei o livro na primeira vez que o li (já li duas), eu sabia que iria embarcar em uma história maravilhosa e não deu em outra. O primeiro livro da trilogia te prende e te encanta logo nas primeiras páginas e é quase impossível você não gostar a história.

  O livro é narrado em primeira pessoa pela visão do Jacob, e isso faz com que tenhamos mais afeição com tudo que está ao redor e se desenrolando na história. Podemos ver o vinculo que Jacob tem com o avô e isso é maravilhoso na história.


  Os personagens são muito bem escritos. Não tem como tu não gostar deles (tirando os vilões, claro). Durante o livro conseguimos nos relacionar com todos eles e isso é incrível. Até o cenário é muito bem escrito e temos a sensação que tudo aquilo é real.

  Ransom Riggs conseguiu criar uma história maravilhosa, onde a trama é muito bem construída e bem amarrada, onde tudo se encaixa no seu devido lugar e isso é difícil de acontecer. As fotos que o Ransom coloca no meio da narrativa é outro diferencial, pois enquanto estamos lendo, com a ajuda das fotos, podemos visualizar muito bem os personagens e os lugares.


  O livro deve ser lido por todos, pois essa história é simplesmente incrível! Eu li na edição da Editora LeYa, mas em novembro a Editora Intrínseca promete trazer o primeiro livro na edição de capa dura e maravilhosa que é igual a de Cidade dos Etéreos e Biblioteca de Almas.

  O Orfanato da Srta. Peregrine foi recentemente adaptado para o cinema e caso alguém ainda não tenha visto, eu assisti ao filme em uma cabine de imprensa realizada aqui em Porto Alegre e conto tudo o que achei do filme neste post.

Beijos e até mais!

~ Não esqueça de seguir nossas redes sociais ~

Nenhum comentário:

Postar um comentário